Av. Marcos Konder, nº 1111

Centro | Itajaí | SC

47. 3249-9400

Mapa
Notícias

20 de Fevreiro de 2020

Fevereiro Roxo: mês de conscientização do lúpus, fibromialgia e Alzheimer

Meses ganham cores para alertar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce de doenças para que o tratamento seja mais eficaz. O Fevereiro Roxo reforça a conscientização do lúpus, fibromialgia e Alzheimer, que, apesar de não terem relação entre si, têm em comum o fato de não terem a cura descoberta pela medicina ainda. Por isso, a campanha pretende trazer informações sobre os sintomas e tratamentos que são oferecidos para que as pessoas possam obter o diagnóstico precoce e amenizar os sintomas dessas doenças, proporcionando melhor qualidade de vida ao paciente.

A realização de exames periódicos é um importante aliado no diagnóstico precoce. O XX do Hospital Marieta Konder Bornhausen afirma que a falta de conhecimento sobre os sintomas faz com que a pessoa demore a procurar um médico e isso agrava o quadro. “O lúpus, a fibromialgia e o Alzheimer afetam diferentes áreas do corpo do paciente, e seus tratamentos também são distintos. Por isso, é primordial que a sociedade volte sua atenção para doenças como essas que acabam não sendo tão divulgadas, e que, por conta do desconhecimento, pode agravar o quadro clínico. O Fevereiro Roxo é muito importante, para esclarecer e alertar para sintomas que podem passar muitas vezes despercebidos”, comenta.

Conheça mais sobre as doenças que integram o Fevereiro Roxo

Lúpus Eritematoso Sistêmico

O LES é uma doença rara, crônica, multissistêmica e auto-imune, ou seja, o próprio sistema imunológico ataca os tecidos saudáveis. A doença pode atingir todos os órgãos e ainda não se sabe qual a exata causa do lúpus. O diagnóstico não é fácil, e é preciso ser identificado pelo menos quatro dos sintomas a seguir:

  • Bochechas rosáceas
  • Lesões na pele que evoluem para descamação e depois fibrose
  • Úlceras orais ou nasais (geralmente indolores)
  • Fotossensibilidade (lesões pioram com exposição ao sol)
  • Artrite de duas ou mais articulações
  • Comprometimento renal
  • Comprometimento neurológico (convulsões ou psicose)
  • Anemia ou linfopenias
  • Alterações imunológicas

Diversos tratamentos podem ser utilizados como corticoides e imunomoduladores, além disso é preciso que o paciente tome algumas medidas preventivas como proteção solar, uso de vitamina D e tratamento psicoterápico. “Atividade física e o controle de doenças cardiovasculares também é importante, já que estes pacientes apresentam risco elevado de infarto e AVC”, orienta XX.

Alzheimer

            O Alzheimer é a doença degenerativa cerebral mais comum relacionada ao envelhecimento. A característica básica é a perda progressiva de memória associada à perda de funções cognitivas. Primeiro o paciente apresenta perda de memórias recentes. Já em um estado mais avançado, a pessoa fica incapaz de realizar qualquer função sem ajuda.

            Em até 50% dos casos, o paciente passa por quadros de depressão. Sintomas como alucinações, irritabilidade e convulsão também são sintomas presentes. A doença ainda não foi completamente compreendida, porém sabe-se que existe um depósito proteico amiloide que causa a degeneração do neurônio e que existe uma influência genética.

            O tratamento atual tem como objetivo a diminuição do processo inflamatório neural. Atividades intelectuais e físicas podem ajudar muito no processo. Para o XX, nos próximos anos devemos ter novidades referentes ao tratamento do Alzheimer. “Muitos estudos por laboratórios internacionais renomados estão em andamento, portanto nos próximos anos certamente teremos novidades”, afirma.

Fibromialgia

Essa doença é muito frequente e predomina em mulheres dos 35 aos 44 anos. No Brasil, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia, a fibromialgia atinge até 2,5% da população. Não é fácil fazer sua identificação já que não existe uma prova diagnóstica laboratorial, sendo apenas a avaliação clínica para fazer o diagnóstico. Dor generalizada, distúrbios do sono, fadiga e alterações de comportamento estão presentes na maioria dos casos. Além disso, um terço dos pacientes tem sintomas relacionados à ansiedade e depressão.

É importante sempre estar com os exames em dia e caso perceba alguns dos sintomas citados acima, procure um médico. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mas chances o paciente tem de fazer um tratamento adequado e ter mais qualidade de vida.


O Hospital
Especialidades
Ver Todas +
Serviços
Ver Todas +
Novidades

Informações

Trabalhe conosco
Mensagem para Pacientes
Contato
Logo Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen
CNPJ: 60.194.990/0022-00
Av. Marcos Konder, nº 1111 | Centro | Itajaí | SC
CEP: 88.301-303
Fone: 47. 3249-9400
Siga-nos:
Face
www.csxsolucoes.com.br